ÚLTIMAS NOTÍCIAS

O problema do livre arbítrio

Alguns críticos do livre arbítrio afirmam que tudo é condicionado e pré-determinado. O livre arbítrio seria nada mais que uma ilusão pois todos somos máquinas. Será que essa visão está correta?

Na verdade o fenômeno da consciência evoca por si a existência do livre arbítrio. Tudo que a consciência experimenta é por meio de um foco específico que gera a discriminação de dados. Tal foco filtra todos os dados sensoriais, sendo que os dados em evidência são aqueles direcionados pela consciência. Em resumo, a seleção pelo foco implica em livre escolha pois a consciência seleciona os dados sensoriais, escolhendo assim o conteúdo da mente.

Alguns podem objetar dizendo que mesmo o foco selecionador pode estar sendo determinado. Na verdade o determinismo e o livre arbítrio coexistem, de modo que todo ato em si é livre em uma perspectiva imanente e determinado em uma perspectiva absoluta. O todo está determinado, mas as partes em si operam livremente a sua escolha em sua própria perspectiva limitada.


Resumo:

Premissas

1) A consciência sensorial é direcionada por um foco específico.
2) Os dados sensoriais são selecionados pelo foco da consciência.
3) O processo de seleção de dados sensoriais é a própria liberdade.
4) O livre arbítrio e o determinismo são estados que co-existem.
5) A perspectiva determinista inclui a perspectiva da liberdade.

Conclusão:

As pessoas são realmente livres para escolher seu destino.

Filosofia e  Apologética / Blog do Lucas 
« ANTERIOR
PRÓXIMA »

Nenhum comentário

Postar um comentário

Sua colaboração e participação e FUNDAMENTAL para nosso trabalho!

Não deixe de COMENTAR!

Mas peço a compreensão de TODOS quanto às palavras a serem CITADAS e não utilizar como divulgação de outros Links redirecionando para páginas inadequadas caso contrário será arquivada como SPAM.

Recomendações de Blog's e outras páginas podem ser envidas para nosso e-mail: contato@blogdolucas.com

D'us esteja com você.