ÚLTIMAS NOTÍCIAS

“Rasgo meu diploma se provarem que maconha não faz mal” diz psicóloga


A afirmação foi da psicóloga Marisa Lobo, que em palestra, falou dos perigos que a legalização da droga pode trazer aos adolescentes.

Por iniciativa do vereador evangélico Valdemir Soares, a audiência pública contra a legalização da maconha que aconteceu na última sexta-feira em Curitiba conscientizou os presentes sobre os problemas gerados pelo consumo e comércio ilegal de drogas, além de defender a proibição de eventos que façam apologia ao uso de entorpecentes.

Além do vereador, foram convidados a expor suas opiniões no evento o secretário Municipal Antidrogas, Hamilton José Klein, o deputado federal e delegado da Polícia Federal Fernando Francischini e a psicóloga Marisa Lobo.

O parlamentar reforça a posição contrária da igreja evangélica à legalização da droga e destaca a defesa dos valores da família e da vida. Ele afirma que o uso deste entorpecente pode ser um trampolim para o consumo de outros produtos ilícitos e, portanto, deve ser fortemente combatido.

Cristã, Marisa Lobo, também enfatizou em sua palestra os perigos que a legalização da droga pode trazer aos adolescentes brasileiros.As drogas irão até nossos jovens que não tem preparo emocional e cultural de escolhaalerta.

Para a psicóloga a decisão do STF é uma oportunidade para colocar a discussão sobre as drogas nas ruas. “Em outros países a droga é legalizada e não pode ser comercializadas junto com bebidas alcoólicas, além de existir um cadastramento dos usuários. Aqui, a cultura é diferente e desta forma o controle também

Os malefícios do uso da maconha também foram ressaltados na palestra de Marisa, segundo ela dizer que a droga não faz mal a saúde ou minimizar esse poder destrutivo comparando-as com outras drogas é um delírio, pois cada droga tem sua significância e suas substâncias, que fazem mal de forma devastadora a saúde física e mental. “Rasgo meu diploma se algum profissional provar que maconha não oferece risco algum à saúde”.

Marisa, esclarece que ao contrário do que costumam dizer a maconha pode sim causar dependência e é porta de entrada para outras drogas ilícitas. “O que vemos hoje, não é uma preocupação honesta com a população consumidora e sim uma preocupação egoísta com o vício pessoal e o interesse político. Duvido muito que o Sr. Fernando Henrique Cardoso iria defender a regulamentação das drogas se um dos seus bisnetos afirmasse ser usuário de maconha”.

A coordenadora Geral da campanha “Maconha Não” – que tem como objetivo lutar contra a legalização e/ou outra forma de liberação da droga – aproveitou também para chamar atenção dos profissionais de psicologia que se omitem ao não levar a questão a sério em seus consultórios. “Devemos cumprir nosso papel profissional e tratar o assunto com a responsabilidade que ele merece”.


Guia-me / Folha Gospel / O Verbo / Blog do Lucas
« ANTERIOR
PRÓXIMA »

2 comentários

  1. Gênesis 1,29: acho uma hipocrisia falar que nossos jovens que não tem preparo emocional e cultural de escolha, tratar os jovens como burros e pobres sem cultura não vai levar a lugar nenhum. A culpa de toda essa guerra que vivemos é culpa do governo e dos mais velhos que acharam que proibindo o uso de algo que faz a pessoa pensar iria resolver o problemas deles e assim o mundo e o país estariam controlados.
    Conheço a cannabis Sativa a 14 anos, nunca roubei ninguem, nunca fiz mal a ninguem, pelo contrario trabalhei muito pra ter minha chopperia e ví homens considerados de "bem" roubarem o que era meu, um trabalho de uma vida. Dizer que a cannabis não faz mal? Em mim não, por todos os exames que faço questão de fazer todos os anos, não. danos psicologicos? Bom.. depois de tudo oq aconteceu na minha vida profissional hj faço terapia com uma psicologa, converso muito com ela sobre isso e com outros profissionais, e a respostas deles? Se não existisse a planta na minha vida depois de perder tudo por culpa de pessoas de "bem"(que tenho certeza que se essa psicologa conhecesse consideraria desta forma) eu já teria pirado, teria rolado depressão profunda com toda certeza acompanhada de suicidio. Eu acredito em quem me estuda, e não em pessoas hipocritas que só querem aparecer falando contra o tema. A cannabis precisa ser estuda e levada a serio sem hipocrisia, ela pode salvar pessoas. Cannabis não foi feita por Deus para ser fumada. Respeite o que Deus fez, não destrua, não proiba, ela está aí tem um porque, vamos estudar para ajudar as pessoas no futuro. Sem hipocrisia Senhores Evangélicos, senhores de "bem", sem hipocrisia.

    ResponderExcluir
  2. ?????????????????????????????????

    ResponderExcluir

Sua colaboração e participação e FUNDAMENTAL para nosso trabalho!

Não deixe de COMENTAR!

Mas peço a compreensão de TODOS quanto às palavras a serem CITADAS e não utilizar como divulgação de outros Links redirecionando para páginas inadequadas caso contrário será arquivada como SPAM.

Recomendações de Blog's e outras páginas podem ser envidas para nosso e-mail: contato@blogdolucas.com

D'us esteja com você.