ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FOME E SEDE POR DEUS - Part01

“O verdadeiro avivamento fará com que nos tornemos uma Igreja identificada com Jesus. Quando nos levantarmos do nosso comodismo espiritual e estivermos famintos pela presença de Deus, então veremos a verdadeira face do avivamento e os seus propósitos serem cumpridos. 
Deus está se movendo em todos os lugares, um grande avivamento esta varrendo a face da terra e a exemplo da parábola da dracma, os valores perdidos serão encontrados e faremos festa, com júbilo, pelo grande achado. Faça parte deste avivamento!”

 J. Kaillo 


A princípio o cristianismo sacia-nos a sede de salvação, porém logo depois provoca uma maravilhosa sede no íntimo daqueles que cultivam uma vida com Deus. Este capítulo tem o objetivo de expressar a fome e o desejo que o nosso coração precisa ter.

Nos salmos temos a seguinte expressão: “Como o cervo anseia pelas correntes das águas, assim a minha alma anseia por ti, ó Deus!”.
Nos textos originais o animal é o íbex. Este era um animal com a aparência de uma cabra, com hábitos monteses, cuja habilidade a nada se comparava quando estava em cima dos montes. A sua carne era saborosa e por esta razão, ele era o desejo dos caçadores.

Mas em cima dos montes ninguém conseguia lhe flechar, por isso ele costumava se alimentar lá por cima mesmo.
Lá o íbex bebia nas poças de água e comia da vegetação que existia, porém em determinada época do ano as poças de água se secavam e a alimentação se tornava escassa, o que por sua vez obrigava o animal a descer do monte a procura de água.
Havia uma fonte conhecida como Fonte de Em-Gedi ou traduzida: a Fonte das Cabras. Certamente era para lá que o íbex tentava se dirigir para saciar a sua sede, mas existe um detalhe, os caçadores ficavam a espreita para apanhar o primeiro que descesse.
E quando isto ocorria, os demais recuavam e começavam a bramar em desespero de sede pelas correntes das águas.

Neste determinado momento eles tinham que medir qual era maior: a vontade de viver ou a sede? E para sua admiração a sede deles era maior do que seus planos futuros, o que os fazia descer desesperadamente em busca das correntes das águas. Ao que parece alguns cristãos pronunciam o versículo, acima referido, da boca pra fora, pois nem de longe eles sentem este desespero de sede pela presença de Deus.

 Nossos planos sempre estão em primeiro lugar. Sempre temos algo para fazer, sempre há algo mais importante para nós do que buscar a face de Deus, na verdade não estamos tão sedentos.

Falta-nos aquele desejo desesperado por querer ir até a Presença e ficar lá.

Oro neste momento na esperança de que esta mensagem te inspire, te desperte e te encoraje a deixar tudo que é “supérfluo” de lado para buscar a face do Senhor de todo o teu coração. O que precisamos, o que as nossas igrejas necessitam, o que o mundo precisa é tão somente Jesus!

Ah, se rompesses os céus e descesses!
 Os montes tremeriam diante de ti”. Se a Tua presença não for conosco, não nos faça subir daqui.

« ANTERIOR
PRÓXIMA »

Nenhum comentário

Postar um comentário

Sua colaboração e participação e FUNDAMENTAL para nosso trabalho!

Não deixe de COMENTAR!

Mas peço a compreensão de TODOS quanto às palavras a serem CITADAS e não utilizar como divulgação de outros Links redirecionando para páginas inadequadas caso contrário será arquivada como SPAM.

Recomendações de Blog's e outras páginas podem ser envidas para nosso e-mail: contato@blogdolucas.com

D'us esteja com você.