ÚLTIMAS NOTÍCIAS

O cuidado com aquilo que nos agrada para não matarmos a quem não queremos

A bíblia faz menção de três monarcas por nome Herodes, dentre eles está Herodes Antipas, filho de Herodes o grande. Era um homem de péssimo caráter, egoísta e mau. Ele casou-se com Herodias, a qual era esposa de seu irmão Felipe, acontecimento, que foi confrontado pela repreensão do profeta João quando disse que não lhe era lícito possuir a mulher de seu irmão.


Apesar disso, Herodes temia a João, sabendo que era homem justo e santo, e o tinha em segurança. E, quando o ouvia, ficava perplexo, escutando-o de boa mente.

Ele colocou João no calabouço, mas não tinha em seus planos matá-lo.
Porém em determinado momento ele foi surpreendido pelo que pode causar uma dança não encomendada, mas que tornou-se do seu agrado. Herodias abrigava um ódio implacável para com João Batista, o que a levou a decisão por eliminá-lo. Ela sabia que Herodes gostava de ver danças e na ocasião da festa de aniversário de Herodes, Salomé, filha de Herodias dançou para Herodes, o qual se alegrou, e lhe ofereceu qualquer recompensa; foi assim que Herodias teve o que estava procurando a tanto tempo; e para gratificar seu rancor, orientou a sua filha a pedir a morte do santo profeta. Os Reis viviam costumeiramente na luxuria e pela sedução de própria carnalidade, Herodes mandou matar um reconhecido homem de Deus.

Em meio ao seu entretenimento, Herodes deixou se seduzir pela concupiscência dos olhos e da carne e comprometeu a sua palavra motivado pela ostentação e soberba própria dos governantes que não temem a Deus, pois sempre gostam de mostrar quem podem muito.
O monarca ímpio e de coração adúltero, disse a mulher de dança exuberante que tinha metade do seu reino para lhe dar mediante aquele agrado, mas tamanha foi a sua surpresa quando lhe foi pedida a cabeça de um homem que só vivia para Deus.
Um homem é livre enquanto está calado, mas pode se tornar escravo ao abrir a sua boca. Uma palavra dita pode algemar e arrastar para decisões graves.
Por esse motivo devemos tomar muito cuidado com os nossos desejos e vigiar as nossas palavras, pois ao pronunciá-las podemos causar males até àqueles a quem não queremos prejudicar, O grande problema começa nos desejos do coração.

Considere as seguintes preguntas: O que nos agrada? O que nos agrada, nos domina? O que nos agrada, gera comprometimento? A cada dia precisamos ter um coração mais íntimo do Senhor Jesus, o que por sua vez é fruto de convivência diária com Ele.

Quando passamos tempo com Senhor é gerada em nós uma identidade com Ele, propiciando que nossos corações desejem o que ele deseja. Se desejarmos aquilo que desagrada a Deus, nosso fracasso estará as portas. Qualquer pessoa tem suas preferencias, mas nós não devemos deixar que nenhuma delas nos dominem.

Há cristãos inclusive líderes que em meio a política são dominados pelas suas preferencias partidárias e entram em discursões e disputas, perdendo amizades e ministérios. Emulações, ira e pelejas são obras da carne. É bom vigiar para não prejudicar pessoas pela falta de controle dos desejos.

Por: Jayro Kallio
« ANTERIOR
PRÓXIMA »

Nenhum comentário

Postar um comentário

Sua colaboração e participação e FUNDAMENTAL para nosso trabalho!

Não deixe de COMENTAR!

Mas peço a compreensão de TODOS quanto às palavras a serem CITADAS e não utilizar como divulgação de outros Links redirecionando para páginas inadequadas caso contrário será arquivada como SPAM.

Recomendações de Blog's e outras páginas podem ser envidas para nosso e-mail: contato@blogdolucas.com

D'us esteja com você.