ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Deus é cientificamente inverificável?


Uma alegação comum entre os ateístas é que Deus não pode ser mensurado cientificamente como sua massa e volume, de modo que é uma hipótese cientificamente descartável. Será que os objetores tem razão?

Na verdade Deus é verificável cientificamente através da criminalística. A diferença fundamental entre ciência forense e ciência operacional é que a primeira estuda o passado enquanto que a segunda estuda o presente. Por Deus ser o Criador em um passado distante, Ele é objeto de estudo da criminalística e do seu princípio da uniformidade. O princípio da uniformidade diz que as mesmas causas geram os mesmos efeitos tanto no passado quanto no presente. A teoria da evolução se utiliza frequentemente deste princípio. Muitas áreas científicas também utilizam os princípios da criminalística, tais como a geologia e a arqueologia.

No nosso caso a criminalística afirma que Deus criou o universo e deixou rastros verificáveis. A Teoria do Big Bang em seu modelo cosmológico padrão evidencia que o universo teve um principio no passado. A Segunda Lei da Termodinâmica também evidencia que o universo teve princípio. O Princípio Antrópico diz que há ordem e complexidade no universo. A Complexidade Específica e também o Princípio Antrópico afirmam que só seres inteligentes geram ordem e complexidade. Por conseguinte há um Criador do universo.


Conclui-se que a alegação ateísta é fruto de desconhecimento científico.
« ANTERIOR
PRÓXIMA »

Nenhum comentário

Postar um comentário

Sua colaboração e participação e FUNDAMENTAL para nosso trabalho!

Não deixe de COMENTAR!

Mas peço a compreensão de TODOS quanto às palavras a serem CITADAS e não utilizar como divulgação de outros Links redirecionando para páginas inadequadas caso contrário será arquivada como SPAM.

Recomendações de Blog's e outras páginas podem ser envidas para nosso e-mail: contato@blogdolucas.com

D'us esteja com você.