Futura ministra defende causa homoafetiva

23 dezembro 20107comentários


Uma das primeiras mulheres confirmadas para o governo de Dilma Rousseff, a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), 44, defenderá na Secretaria de Direitos Humanos temas polêmicos, como a adoção por casais homossexuais (casal gay).
O assunto é um dos pontos da terceira versão do Plano Nacional de Direitos Humanos e com essa posição ela ficará em rota de colisão a bancada evangélica do Congresso.
“A orientação sexual das pessoas não determina se elas serão bons pais ou mães”, diz a futura ministra.
Formada em Pedagogia e com mestrado em educação e violência infantil, Maria do Rosário criticou a forma como o aborto e a união civil entre homossexuais foram tratados nas eleições deste ano.
Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, garantiu que irá cumprir o PNDH plenamente como está com as mudanças feitas pelo presidente Lula. “Os temas que os movimentos sociais avaliarem que ficaram insuficientemente tratados serão mantidos em debate aberto, franco e tranquilo. O plano é uma referência e nós vamos trabalhar com ele sem medo”, afirmou.
Sobre a questão da adoção de crianças por casais homoafetivos, Maria do Rosário afirma que primeiro temos que ver as crianças que estão em abrigo e cabe ao país o direito de assegurar o direito à família a essas crianças. A orientação sexual das pessoas não determina se elas serão bons pais ou mães. A superação desse preconceito é importantíssimo.
Compartilhe :
Comentários
7 Comentários

+ comentários + 7 comentários

Anônimo
31 de janeiro de 2011 00:39

Os evangélicos necessitam urgentemente ser melhor informados sobre o que é uma relação homossexual para verem que não há nada de tão degradativo e aberrante assim.São pessoas normais que amam uma outra pessoa que por acaso tem um genital igual ao seu.
Há igrejas na Europa que já ordenam sacerdotes homossexuais porque lá, eles estão anos luz na nossa frente.Na Dinamarca ou na Holanda por exemplo, todos os direitos dos casais heterossexuais foram extendidos aos casais gays e mundo não se acabou não em decorrencia disso.

Anônimo
31 de janeiro de 2011 19:42

As igrejas devem entender que homossexualidade é uma questão civil e enquanto os religiosos não compreenderem que não se trata de assunto moral e religioso aqui e nem alhures e sim de cidadania e direito civil simples assim.

Anônimo
8 de fevereiro de 2011 19:57

nós evangélicos temos como norma de fé, palavra de Deus,e ela fala em atos,sobre a depravação moral,incluindo o homossexualismo,portanto não somos homofóbicos,não aceitamos a prática, assim como não podemos aceitar o adultério,as drogas, a prostituição, agora quem não tem a Biblia como regra de fe,vive da maneira que quizer,mas lembre-se, que um dia todos nós prestaremos conta de nossos atos, quer sejam bons,quer sejam maus, incluindo pastores adulteros e ladroes, que pensam que Deus não está importando com suas atitudes, mas no dia do juizo ouvirão de Deus a seguinte frase:apartai-vos de mim, malditos para o fogo eterno.

Anônimo
8 de fevereiro de 2011 20:02

Os evangelicos tem mesmo a Biblia como regra de fé,agora se voces homossexuis não tem, então façam tudo o que quizerem, mas não vem dizer que a biblia tem base para homossexualismo porque aí já é demais,quem fala isso é um desgraçado, porque está usando a palavra de Deus pra divular mentiras, e no livro de apocalipse diz que quem acrescentar um til na palavra,ta encrencado com Deus.pense nisso.Lembram de sodoma e gomorra?

Samuel
15 de fevereiro de 2011 08:28

A relação homoafetiva é uma realidade quer queiram ou não.

Anônimo
15 de fevereiro de 2011 08:46

A igreja católica e as evangélicas lançam mão dos seus arautos para anunciar atitudes,quase sempre,intolerantes,intransigentes e arrogantes em relação aos gays mesmo sabendo da realidade que expressa que existem pessoas de outras orientações sexuais além da heterossexualidade em grande quantidade.Por não reconhecerem um número incalculável de pessoas em todo mundo com esse tipo de libido engrossando suas fileiras as igrejas ficam cada vez mais antiquadas e autoritárias.

Anônimo
16 de fevereiro de 2011 23:22

Não se pode mais negar o direito dos gays é desumano.O agir humanista tem de prevalecer.

Postar um comentário

Sua colaboração e participação e FUNDAMENTAL para nosso trabalho!

Não deixe de COMENTAR!

Mas peço a compreensão de TODOS quanto às palavras a serem CITADAS e não utilizar como divulgação de outros Links redirecionando para páginas inadequadas caso contrário será arquivada como SPAM.

Recomendações de Blog's e outras páginas podem ser envidas para nosso e-mail: contato@blogdolucas.com

D'us esteja com você.

 
Copyright © 2012. Blog do Lucas ! - Todos Direitos Reservados
Design Lucas Porto